segunda-feira, 13 de outubro de 2008

O sinal de Jonas

Os escribas e fariseus pedem a Jesus um sinal.
Sensível, o milagre oferece à razão a confirmação ou segurança do fato, constatado. Mas o prodígio, ultrapassando o poder natural, se apresenta como sinal da intervenção de Deus ou das forças do mal. Jesus dá uma razão bastante forte àquela geração que lhe pede um sinal, sem esquecermos que era costume entre os judeus pedirem um sinal dos mensageiros de Deus para autenticar a sua pregação. Mas Jesus tem diante de si a acusação dos fariseus de que suas obras provinham do demônio, daí suas palavras duras denominando-os de geração adúltera e perversa.
Ele lhes dará um sinal, que deveria levá-los a reconhecê-lo como proveniente de Deus. Diante da dureza do coração deles, Jesus utiliza a imagem do adultério espiritual, muitas vezes usada nas Escrituras para descrever a apostasia ou a infidelidade para com Deus. O ato de fé é dom de si, e este dom é tão profundo que ele mesmo deve nos ser dado: é a graça da fé. Graça que cada um pode recusar ou acolher livremente, colocando-se assim na origem e na definição mesma de sua Aliança com Deus.
Y
Os ninivitas reconhecem a advertência de Deus, quando Jonas lhes fala, e se arrependem. A rainha do Sul reconheceu a sabedoria de Deus manifestada em Salomão. Infelizmente os líderes religiosos não acolhem os sinais que lhes são feitos. Eles rejeitam a mensagem de João Batista e agora os de Jesus, o Ungido de Deus, o Messias e se fecham à sua mensagem.
Jesus confirmou sua mensagem com muitos milagres em preparação para o maior deles, a sua Ressurreição, no terceiro dia.
S. Pedro Crisólogo (450) recorda que “a fuga do profeta Jonas torna-se uma figura do próprio Senhor, e um terrível naufrágio é o mistério simbólico da Ressurreição do Senhor... Aos judeus que pediam um sinal, o Senhor decidiu dar este único sinal, para que eles saibam que a glória messiânica é transferida às nações... E com toda justiça, portanto, os ninivitas se levantarão no dia do Julgamento, e condenarão esta geração, pois eles fizeram penitência por força da pregação de um único profeta: e este profeta era um náufrago, um estrangeiro, um desconhecido”.
YYY
Qual é a nossa atitude diante da palavra e da sabedoria de Jesus?
Se nós O ouvimos, se O seguimos, Ele nos oferece a libertação de nossos pecados e nos torna participantes de sua sabedoria.
Y
Tenha uma semana abençoada!
YYYYYYY

6 comentários:

Samantha: disse...

A Paz do Senhor e o Amor de Maria! Tudo bem? Espero em Deus que sim! Muito bom esse seu post! Boa reflexão! Obrigada por sua visita! Atualizei agorinha!

Brisa da Manhã disse...

Oi querida!O texto traz uma profunda reflexão! Obrigada pela visita! Beijos suaves da Brisa da Manhã

Anjo das Frases disse...

Querida, obrigada pela visita! Acabo de atualizar!Hoje com um belíssimo pensamento de Helena Roerich! Beijusssss

Zéza disse...

Oi querida! Vim agradecer a sua visita e avisar que já atualizei! O post de hoje mostra uma terrível crueldade, uma covardia... Passa para ler sobre o assunto! Beijos azuis!

Tetê disse...

Oi, querida! Passando prá agradecer a visita e avisar que já atualizei! Bjks e bom final de semana!

Alice disse...

Um post sensacional! Seu blog está muito bom, sabia? Obrigada pela visita! Hoje postei uma outra história e estou de template e award novos! Tenha um final de semana abençoado! Paz, saúde e que Deus nos ajude! Beijos cor de rosa!